Empresas recorrem à coparticipação para suportar custos de planos de saúde

"CustosCom a expectativa de aumento de preços dos planos de saúde acima da inflação, muitas empresas estão optando pelo tipo de plano em que o empregado assume o pagamento de uma parte do valor da consulta ou do procedimento. Um dos argumentos é que a redução do uso indevido garante à empresa descontos na renovação do plano.

O plano de saúde, um benefício supervalorizado por empregados e decisivo para as empresas na atração e retenção de talentos, tem gerado conflitos para ambas as partes. A questão é o plano de saúde está se tornando um benefício financeiramente insustentável. Daí porque uma alternativa que divide os custos da assistência médica entre empregador e empregado está entre as formas de contratação que mais cresceu nos últimos dez anos.

Trata-se dos planos coparticipativos, aqueles em que o empregado assume o pagamento de uma parte preestabelecida do valor da consulta ou do procedimento. De acordo com a ANS, a coparticipação não pode corresponder ao pagamento integral do procedimento por parte do consumidor, nem ser tão alta a ponto de impedir o acesso ao tratamento necessário.

Seguro de Vida: Dê valor ao seu seguro.

A velha piadinha de não fazer seguro de vida “para não deixar nada para o Ricardão” está ultrapassada, fora de moda, sem graça, deselegante e fora do contexto moderno. Afinal porque Ricardão e não Ronaldão? E porque não os Carlos, os Felipes, Márcios, Armandos, Guilhermes, Rafaéis e tantos outros, também não terão oportunidade? Só os Ricardões e não os Ricardinhos? Porque ele é grande? Muito ruim isso."Seguro

PIZZA É NA PIZZARIA, SEGURO É COM…

 

"Pizza"Vou lhe contar uma história verídica. Há alguns anos fizemos o seguro de um gerente de um banco. Quando fomos pegar o cheque para o pagamento da primeira parcela (sim, naquela época não existiam boletos eletrônicos), os colegas do tal gerente ficaram indignados: porque você não faz aqui no próprio banco? Você tem descontos e, afinal, é um dos nossos! Uma gerente, especificamente, ligou na mesma hora para um setor da instituição para tentar obter o custo do seguro dele. Entretanto, nosso cliente gerente respondia sempre: se houver alguma coisa com meu carro, quero ser bem atendido. E aconteceu algo inacreditável. Uma chuva que quase destrói toda a cidade do Rio de Janeiro inundou o subsodo da agência bancária, aonde ficava o estacionamento! Todos os carros dos gerentes estavam ali. Perda total no carro de nosso cliente gerente, que recebeu a indenização em um prazo razoável.

Seguro de Residência: Dê valor ao seu seguro.

"b2ap3_thumbnail_Casa-e-dinheiro.jpg"A sua residência vale quanto? Certamente, se você for o proprietário, o primeiro valor que você pensou é o de venda. Se você for o inquilino, deve ter pensado nos seus bens internos como geladeira, fogão, televisores (hoje em dia é no plural mesmo), equipamentos de som, eletrodomésticos em geral, móveis, enfeites, roupas, tapetes, quadros, lustres, etc, etc e etc… Quando você vende sua residência estes ítens são insignificantes, mas quando os compra, são frutos do seu árduo trabalho, para repor você terá alguma dificuldade, naturalmente.

Você já pensou se um incêndio destruir a sua residência, você saberia qual o valor total do seu prejuízo?

Simplificando o Seguro Aluguel

"b2ap3_thumbnail_Aperto-de-mo.jpg"Diariamente recebemos diversos pedidos de informações a respeito de como funciona o Seguro Fiança Locatícia ou Seguro Aluguel.

Sempre respondemos o óbvio: O Seguro Fiança Locatícia substitui o fiador no contrato de locação. Basicamente é isso, mas outras dúvidas sempre persistem, por isso vamos tentar simplificar o Seguro Fiança Locatícia ao máximo: