LiveZilla Live Help
SEGURO SAÚDE: Quais os caminhos? - Blog Indústria do Seguro

Seguros com Segurança.

Blog sobre seguros e coisas afins.

  • Página Principal
    Página Principal Aqui você pode encontrar todas as postagens do blog
  • Tags
    Tags Mostra uma lista de tags utilizadas no blog.

SEGURO SAÚDE: Quais os caminhos?

em em Seguros
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Increver-se para receber atualizações
  • Imprimir

Depois da criação da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) muita coisa mudou para melhor: foram estabelecidas regras de aumentos, os atendimentos foram ampliados e, o principal, houveram conquistas importantíssimas no âmbito dos direitos dos consumidores de seguro saúde. Maravilha!
Seguro Saúde
Mas isso tudo teve seu preço. O Estado se distanciou de uma de suas funções básicas, que é a de proporcionar o atendimento de saúde a seus cidadãos, e transferiu para a iniciativa privada. Nada demais, bastante normal. Fazendo um correlato, as estradas com pedágio são melhores que aquelas administradas pelo governo, não é mesmo? Com a saúde não foi diferente. Entretanto, na tentativa de proteger os direitos do cidadão, a influência do Estado na condução dos negócios de saúde gerou um afunilamento das opções, dificultando para alguns e impossibilitando para outros. 



Explico: a maioria das seguradoras de ponta deixou de comercializar o seguro individual. Porque? Excesso de regras, engessamento, risco de prejuízos, perda do controle do negócio. Estas seguradoras, que fornecem os melhores serviços de atendimento de saúde, só comercializam planos empresariais.  É impressionante mas é verdade. O medo de ter prejuízos com a regulamentação excessiva do produto individual fez com que estas empresas desistissem de uma fatia enorme do mercado! Elas preferiram ter o negócio em suas próprias mãos, somente comercializando assim planos empresariais, aonde a ANS pouco regulamenta.

 

Mas isso também está mudando...


Com a recente resolução da ANS (Resolução Normativa nº 309), os contratos empresariais com menos de 30 vidas terão seus aumentos limitados ao resultado de toda a carteira da seguradora relativa a estes contratos. Anteriormente cada contrato poderia ter um aumento específico, gerando distorções e surpresas desagradáveis. Agora há mais equilíbrio. 

Em havendo regras mais claras, as seguradoras começam a apresentar opções interessantes. Uma delas é a redução do número mínimo de vidas para se contratar o seguro empresarial. Hoje em dia, a grande maioria das seguradoras já aceita um seguro saúde empresarial com apenas 3 vidas. Isto vem beneficiar uma gama enorme de pequenos empresários e os mais recente MEIs (Micro Empreendedor Individual).  Ou seja, tomando por exemplo um  MEI (Micro Empreendedor Individual), que seja casado e tenha um funcionário, ele pode contratar um seguro saúde de uma das melhores seguradoras do mercado, incluindo ele, a esposa e o funcionário! Basta estar regularizado.

Outras opções que também são interessantes são os planos regionalizados - que atendem apenas à regiões específicas -  e ainda os seguros dos chamados grandes riscos, que cobrem apenas as internações e cirurgias (ainda incipiente este tipo de produto, mas com grandes chances de crescer nos próximos anos).

Estamos sempre atentos com as mudanças do mercado com a intenção de lhe oferecer o melhor produto às suas necessidades. Consulte-nos sempre.

 

Agende conosco o vencimento de seu seguro!   Veja o que nossos clientes falam de nosso trabalho.

Contrate seus seguros Online.

SUSEP :10.0302767   |   Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  |   Procon-RJ