O que podemos aprender com a tragédia de Santa Maria (RS).

Olá,

Todos estão perplexos com a triste tragédia da boate Kiss, de Santa Maria (RS). Isto vai nos marcar talvez pelo resto de nossas vidas, porém precisamos tirar algum proveito deste episódio, para que não sejam perdidas as oportunidades de mudanças, evitando-se assim que se repitam fatos como estes.

Os canais de comunicação batem em uma tecla que, a meu ver, é inútil: o alvará da casa estava vencido. Me intriga esta informação. Quer dizer que se o alvará estivesse em dia o incêndio não aconteceria? Que a falta de alvará vitimou todas aquelas pessoas? Isso é irrelevante. O que adianta ter o alvará em dia se se permite uma lotação várias vezes acima do recomendado? O que o alvará alteraria na tragédia? NADA! O alvará é uma burocracia válida desde que as autoridades tenham condições e sejam realmente  atuantes na fiscalização e prevenção de abusos. O alvará deveria ser uma autorização que, se fosse constatada alguma irregularidade, as autoridades poderiam cassá-lo e fechar o estabelecimento sem qualquer cerimônia, imediatamente. Vidas humanas valem muito mais que disputas jurídicas e ganhos financeiros! Infelizmente isso não acontece. Precisamos pensar nisso.

Encarando o Seguro de vida

Assuntos delicados muitas vezes devem ser tratados diretamente e sem rodeios. Nossa dica para seu Seguro trata de um assunto delicadíssimo, porém inevitável. Um dia iremos faltar e, com certeza, algumas pessoas queridas e que dependem de nós poderão ter dificuldades. Assim, vou lhe fazer uma pergunta importante:

Quando você vier a faltar, alguém de sua confiança sabe em quais seguradoras estão sua(s) apólice(s) de seguro de vida?

Mais uma vez eu respondo para você com grande possibilidade de acerto: ninguém.

2a. Dica de seguro: Dê informações exatas.

Olá,

Trecho de um atendimento feito por um de nossos gerentes de contas:

  • Gerente: "qual o carro"?

  • Cliente(com voz de um rapaz novo): "Uma Pick-up cabine dupla, turbo-diesel, com mata-cachorro, faróis no teto e pneus para trilha""b2ap3_thumbnail_mulher-ao-tel.jpg"

  • Gerente: "o seguro será feito por quem?"

  • Cliente: "por mim mesmo"

  • Gerente: " e o senhor é o principal condutor?"

  • Cliente: "não, o principal condutor é minha avó(???) de 78 anos, que mora no interior do Estado"

  • Gerente: "o veículo está em nome dela?"

  • Cliente: "não, está em meu nome mesmo. Tenho 21 anos, moro aqui na capital, mas um amigo meu falou que se eu colocar em nome da minha avó, que mora no interior, o seguro fica mais barato"…

Não precisa nem dizer que o nosso gerente não concretizou o seguro nessas condições, não é mesmo ?