Cliente que contrata “proteção” de associações e cooperativas está contratando cilada

Associações e cooperativas não são autorizadas a comercializar Seguros para os clientes, aponta a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) e condena o mercado de Seguros como um todo. Muitos clientes, talvez por falta de informação, talvez motivados principalmente pela diferença de preço, abrem mão de contratar um Seguro oficial e recorrem às chamadas “proteções”, não sabendo que a escolha é uma cilada uma vez que a SUSEP ressalta que não há qualquer tipo de acompanhamento técnico de duas operações.

"seguro-pirata"

Brasil precisa de uma melhor proteção contra incêndios

Incêndios no Brasil destacam a necessidade de melhores normas de proteção

Por Andre Stankunavicius, Consultor Sênior em Prevenção de Perdas, GAPS, Brasil

Em São Paulo, um incêndio dilacerou um depósito de alimentos de uma multinacional. Mais de 100 bombeiros combatiam as chamas alimentadas pelo vento ao mesmo tempo em que lutavam com um hidrante que jorrava água em baixa pressão. Antes do término do incêndio, metade da construção ruiu, destruindo 20.000 metros quadrados de instalações e 12.000 toneladas de alimentos.

Em outro incidente, uma pequena faísca em uma esteira de transporte ateou fogo em outro armazém de São Paulo, gerando uma torrente de açúcar derretido – 30.000 toneladas – que escorreu para estradas e vias navegáveis. Peixes morreram de asfixia em um raio de cinco milhas e os moradores precisaram fazer barricadas com sacos de areia e entulho, para impedir que o açúcar derretido os prendesse dentro de casa. Três dias depois, os bombeiros ainda estavam lutando contra esse incêndio.

"janela

Seguro-fiança elimina necessidade de fiador na locação de imóvel

De acordo com o presidente do Sincor, Edmilson Ribeiro, modalidade traz grandes vantagens para o mercado imobiliário

Ainda pouco conhecido no mercado, o seguro fiança traz grandes benefícios para o mercado imobiliário. De acordo com o presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros de Alagoas (Sincor/AL), Edmilson Ribeiro, esse tipo de seguro é barato e tem sido cada vez mais procurado por imobiliárias.

"contrato"

Seguro de vida pode evitar perdas do patrimônio familiar

A forma como a existência de patrimônio acumulado afeta a definição do valor do seguro de vida não é tema de consenso. Fabiano Lima, diretor de vida e previdência da SulAmérica, chama a atenção para o fato de o seguro de vida não ser uma herança, mas uma proteção para que a família passe pela fase de adaptação à nova vida. “O foco precisa ser a reposição das perdas temporárias, mas claro que olhar a evolução do padrão de vida, que inclui o acúmulo de bens, ajuda a dimensionar melhor a demanda por proteção”, diz o executivo. “Claro que ter um patrimônio já constituído precisa ser ponderado, mas é diferente uma pessoa com patrimônio, e sem filhos, de outra com patrimônio e filhos dependentes, que vão precisar de recursos líquidos de curto prazo em caso da perda do provedor.”

"Família-piquenique.jpg"